Pular para o conteúdo principal

Sobre

A Caverna de Contos (antigamente chamada de Caverna Poética), surgiu da minha necessidade contar histórias.

Escrevo contos escuros, sobre temas absurdos, e crônicas sobre as misérias hilárias da vida.
Gostou de algum texto? Deixe seu comentário, compartilhe com seus amigos, e siga o blog! Toda semana tem um texto novo!

Meu perfil no Wattpad: MarlonDVieira

Postagens mais populares

Olhando para o horizonte da vida, de Marina Colasanti

Estou lendo um livro de contos de Marina Colasanti, chamado Contos de Amor Rasgados, que reúne contos curtos e cheios de metáforas. Este aqui, Olhando para o horizonte da vida, me chamou a atenção pela maneira pessimista de enxergar a vida, e também pela relação entre a "mutabilidade da vida" e o "tédio". Além do contraste, a fala do tédio chega a ser debochada, como se a tal mutabilidade da vida fosse apenas um conto de fadas. Não concordo com tal pensamento, embora existam momentos em que isso faz todo o sentido. O conto é curto, mas é consegue ser um soco no estômago de quem sonha. Nos faz pensar na necessidade que temos de sentir esperança, e se somos mesmo senhores de nosso destino.

Subitamente tocado pela mutabilidade da vida, parou e perguntou-se:
"Meu Deus,onde estarei no ano que vem a esta hora?"
E do futuro, respondeu-lhe o tédio:"Aqui, quando então te perguntarás,onde estarei no ano que vem,e a resposta será: aqui. Quando então te pergunta…