Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Contemplações no abismo sem fim

Os dedos perdiam a força e os braços já não suportavam mais o peso do corpo. O vento impiedoso fustigava-lhe o corpo, balançando perigosamente, fazendo-o chacoalhar e se chocar contra as rochas. Desespero e dor aguçavam sua mente, e cada parte de seu ser empregava uma força descomunal na tentativa de se erguer novamente.

Já estava pendurado na beira daquele penhasco há horas, e já não tinha mais forças. De repente a mão direita escorregou, e a aresta aguda da rocha rasgou a pele de seus dedos. O vento soprou com mais intensidade, como se tivesse a intenção de dificultar ainda mais sua situação.

No rosto um esgar de medo e fúria; no peito uma sensação de desamparo, abandono e injustiça; na mente pensamentos de morte, dor e ódio. Olhou para o céu escuro e praguejou, e como resposta uma coruja surgiu num vôo baixo, piando cheia de escárnio. Ela sobrevoou o condenado, num movimento lento e circular no ar poluído, fez uma meia volta e piou novamente enquanto saía do campo de visão do rapaz…

Crepúsculos

- Alô.
- Oi.
- Ah, é você...
- Sim. Não desligue de novo, por favor...! Ainda está aí? Alô?
- Sim, sim... O que quer?
- Eu... só queria te ouvir mais uma vez...
- Olha, já tivemos esse tipo de conversa antes, você já me ligou falando a mesma coisa, e você sabe que eu não quero falar sobre nós. Aliás, você sabe que eu não quero falar com você. Estou tentando te esquecer, tenho o direito que querer distância de você, e você deveria respeitar isso, já que diz me amar tanto.
- Ok, ok, desculpa. Eu sei que é errado. Mas desta vez eu realmente só queria ouvir sua voz... Não tenho esperança nenhuma sobre a gente, eu só... precisava te ouvir.
- Então pronto. Já ouviu. Vou desligar.
- Não, calma!
- O que é?
- É que... você está sendo hostil demais...
- E o que esperava de mim? Carinho? Um tratamento especial? Simpatia? O que aconteceu com você? Ficou idiota de repente?
- Calma, calma, por favor, eu não liguei para brigar!
- Então pra quê ligou?
- Já falei, para ouvir sua voz... Mas não essa s…